Antibióticos contagiosos para infecções na garganta

 Strep garganta é bastante desconfortável e doloroso

Strep garganta é uma infecção bacteriana que pode ser bastante desconfortável e dolorosa. É causada por uma bactéria estreptococo do grupo A que pode facilmente se espalhar de um indivíduo para outro através do contato com gotículas de saliva ou muco de uma pessoa infectada.

Esta infecção bacteriana é contagiosa e pode se espalhar rapidamente em locais lotados, como escolas, faculdades e creches.

Sintomas de infecção de garganta

A infecção estreptocócica geralmente é caracterizada pelos seguintes sintomas:

– Dor de garganta intensa
– Dificuldade em engolir
– Gânglios linfáticos inchados e sensíveis no pescoço
– Febre alta
– Dor de cabeça
– Fadiga
– Dores e dores no corpo
– Nausea e vomito
– Irritação na pele

O início destes sintomas é geralmente bastante repentino e pode ser grave.

A infecção de garganta é contagiosa?

A infecção estreptocócica é altamente contagiosa e pode ser transmitida através do contato pessoal, como tosse, espirro ou toque em superfícies contaminadas com a bactéria. A transmissão também pode ocorrer através do contato com alimentos ou bebidas contaminados.

É importante observar que mesmo que você não apresente sintomas, você ainda pode ser portador da bactéria e transmiti-la para outras pessoas.

Na verdade, muitas pessoas que contraem infecções na garganta são assintomáticas ou apresentam sintomas leves e podem nem perceber que estão infectadas.

Como prevenir a propagação de infecções na garganta

Para prevenir a propagação da infecção na garganta, é essencial praticar uma boa higiene e tomar os cuidados necessários para evitar a infecção.

Lave as mãos regularmente: É importante lavar as mãos regularmente com água e sabão, principalmente antes de comer e depois de usar o banheiro. Se não houver água e sabão disponíveis, use desinfetantes para as mãos à base de álcool.

Cubra a boca e o nariz: Ao tossir ou espirrar, use sempre um lenço de papel para cobrir a boca e o nariz. Descarte imediatamente os lenços usados.

Evite compartilhar itens pessoais: Não compartilhe itens pessoais como copos, pratos, utensílios, toalhas e escovas de dente.

Fique longe de pessoas infectadas: Tente evitar contato próximo com pessoas que tenham infecção de garganta por estreptococos até que tenham tomado antibióticos por pelo menos 24 horas.

Limpe e desinfete superfícies: Limpe e desinfete superfícies tocadas com frequência, como maçanetas, interruptores de luz e teclados.

Antibióticos para infecção de garganta

Os antibióticos são o tratamento mais eficaz para infecções na garganta. Os antibióticos ajudam a reduzir a duração e a gravidade dos sintomas, evitam a propagação da infecção a outras pessoas e reduzem o risco de complicações.

Se não for tratada, a infecção estreptocócica pode causar sérios problemas de saúde, como danos renais e febre reumática.

Os antibióticos mais comumente prescritos para infecções na garganta incluem penicilina, amoxicilina e eritromicina. Esses antibióticos são geralmente tomados por via oral na forma de cápsulas ou líquidos.

A duração do tratamento depende do tipo de antibiótico e da gravidade da infecção. Por exemplo, os antibióticos são geralmente prescritos por 10 dias se você tiver uma infecção por estreptococos.

É importante completar o tratamento completo com antibióticos prescritos pelo seu médico, mesmo que você comece a se sentir melhor antes de terminar a medicação. A interrupção precoce da antibioticoterapia aumenta o risco de complicações.

Efeitos colaterais dos antibióticos

Como todos os medicamentos, os antibióticos podem ter efeitos colaterais. Os efeitos colaterais podem incluir:

– Diarréia
– Náusea
– Vômito
– Dor de estômago
– Erupção cutânea
– Reações alérgicas
– Infecções fúngicas

Se sentir quaisquer efeitos colaterais graves, entre em contato com seu médico imediatamente. Na maioria dos casos, os benefícios do uso de antibióticos superam os riscos potenciais.

Quando os antibióticos não são necessários

Nem todas as dores de garganta requerem terapia antibiótica. Na verdade, a maioria das dores de garganta é causada por vírus e não por bactérias e pode ser tratada com remédios caseiros, como beber líquidos quentes, repouso e analgésicos de venda livre.

Os antibióticos só são eficazes no tratamento de infecções bacterianas e, no caso de infecções virais, são inúteis.

Tomar antibióticos quando não são necessários pode levar ao desenvolvimento de bactérias resistentes aos antibióticos, o que pode ser perigoso.

Além disso, o uso excessivo de antibióticos pode levar ao enfraquecimento do sistema imunológico e ao aumento do risco de infecções e outras complicações de saúde.

Quando consultar um médico

Se você notar sintomas de infecção de garganta, como dor de garganta persistente, febre, glândulas inchadas e fadiga, procure atendimento médico imediatamente.

Seu médico pode realizar um exame físico e coletar uma amostra de sua garganta para um teste de estreptococos.

Se os resultados do seu teste forem positivos, o seu médico irá prescrever antibióticos para tratar a infecção.

Se os resultados forem negativos, mas os sintomas persistirem, poderão ser necessários mais testes para determinar a causa dos sintomas.

Concluindo, a faringite estreptocócica é uma infecção bacteriana altamente contagiosa que pode causar sintomas e complicações graves se não for tratada.

Medidas de prevenção como boa higiene, evitar contacto próximo com pessoas infectadas e limpar e desinfectar superfícies tocadas frequentemente podem ajudar a reduzir o risco de infecção.

Os antibióticos são o tratamento mais eficaz para a infecção de garganta, mas só devem ser usados ​​quando necessário e sob a orientação de um profissional de saúde.

Leave a Comment