Mutação do gene NBN

 O gene NBN está envolvido na reparação de danos no DNA, especificamente quebras de fita dupla, que são um dos tipos mais graves de danos no DNA.

Mutações no gene NBN têm sido associadas a um risco aumentado de certos tipos de câncer, bem como a uma doença genética rara chamada síndrome de ruptura de Nijmegen (NBS).

Qual é o gene NBN?

O gene NBN, também conhecido como NBS1, está localizado no cromossomo 8q21 e codifica uma proteína chamada nibrina. A nibrina faz parte de um complexo proteico denominado MRN (Mre11-Rad50-Nbs1), que está envolvido na detecção e reparação de danos no DNA, especificamente quebras de fita dupla.

As quebras da fita dupla ocorrem quando ambas as fitas da molécula de DNA são quebradas, e isso pode acontecer como resultado da exposição à radiação ionizante, produtos químicos ou outros fatores ambientais.

Se não forem reparadas, as quebras da fita dupla podem levar à morte celular ou a mutações, o que pode levar ao câncer.

O complexo MRN ajuda a detectar quebras na fita dupla e a recrutar outras proteínas para o local do dano para repará-lo.

A nibrina, em particular, é importante para regular a atividade de outra proteína chamada ATM (ataxia-telangiectasia mutada), que também está envolvida na reparação de quebras de fita dupla.

O que são mutações no gene NBN?

Mutações no gene NBN podem afetar a função do complexo MRN e levar a problemas com o reparo do DNA. Existem vários tipos diferentes de mutações no gene NBN, incluindo:

Mutações de frameshift: Esses tipos de mutações ocorrem quando um ou mais nucleotídeos (os blocos de construção do DNA) são inseridos ou excluídos da sequência de DNA, o que altera o quadro de leitura do gene. Isso pode resultar em uma proteína truncada ou não funcional.

Mutações sem sentido: Esses tipos de mutações ocorrem quando um único nucleotídeo é alterado, o que pode resultar em uma substituição de aminoácidos na proteína. Dependendo da posição da mutação, isto pode afetar a função da proteína.

Mutações absurdas: Esses tipos de mutações ocorrem quando um códon de parada prematuro é introduzido na sequência codificadora da proteína, resultando em uma proteína truncada.

Mutações no local de emenda: Esses tipos de mutações ocorrem nas junções entre éxons e íntrons, o que pode afetar o splicing do transcrito do mRNA e resultar em uma proteína alterada.

Grandes exclusões: Esses tipos de mutações envolvem a perda de uma grande parte da sequência de DNA, o que pode resultar em uma proteína não funcional.

Síndrome de ruptura de Nijmegen (NBS)

A síndrome de quebra de Nijmegen (NBS) é uma doença genética rara causada por mutações no gene NBN. É caracterizada por retardo de crescimento, microcefalia (cabeça pequena), imunodeficiência e aumento da suscetibilidade ao câncer.

Pessoas com NBS têm um complexo MRN defeituoso, o que leva a problemas no reparo do DNA. Eles são particularmente sensíveis à radiação ionizante, que pode causar danos adicionais ao DNA e aumentar o risco de desenvolver câncer.

Os tipos mais comuns de câncer associados à NBS são os linfomas e as leucemias, que normalmente se desenvolvem em uma idade jovem (antes dos 20 anos). Outros tipos de câncer que foram relatados em indivíduos com NBS incluem câncer de mama, tumores cerebrais e sarcomas.

Como a NBS é uma doença rara, muitas vezes é mal diagnosticada ou não diagnosticada. No entanto, o diagnóstico precoce é importante para o manejo e vigilância adequados do câncer.

Risco de câncer associado a mutações no gene NBN

Além da NBS, mutações no gene NBN têm sido associadas a um risco aumentado de certos tipos de cancro na população em geral. Esses incluem:

Câncer de mama: Estudos demonstraram que mulheres com mutações no gene NBN têm um risco aumentado de desenvolver cancro da mama, especialmente em idades jovens (antes dos 50 anos). Acredita-se que o risco seja maior para certos subtipos de câncer de mama, como o câncer de mama triplo-negativo.

Câncer de próstata: Alguns estudos sugeriram que as mutações do gene NBN podem estar associadas a um risco aumentado de cancro da próstata, particularmente em homens com história familiar da doença.

Câncer de pulmão: Um pequeno número de estudos sugeriu que as mutações do gene NBN podem estar associadas a um risco aumentado de cancro do pulmão, particularmente em fumadores.

Outros tipos de câncer que foram relatados em indivíduos com mutações no gene NBN incluem leucemia, linfoma, câncer de ovário e câncer colorretal. No entanto, essas associações são menos bem estabelecidas e requerem estudos mais aprofundados.

Teste para mutações no gene NBN

O teste de mutações no gene NBN pode ser útil para indivíduos com histórico familiar de NBS ou histórico pessoal de câncer, especialmente em idade jovem. Também pode ser usado para testes de portadores em indivíduos com histórico familiar de NBS.

O teste normalmente envolve o sequenciamento de toda a região codificadora do gene NBN para identificar mutações.

No entanto, nem todas as mutações no gene NBN estão associadas a um risco aumentado de cancro, pelo que é importante interpretar os resultados no contexto da história pessoal e familiar do indivíduo.

Manejo de indivíduos com mutações no gene NBN

O manejo de indivíduos com mutações no gene NBN depende da mutação específica e do histórico pessoal e familiar de câncer do indivíduo. Geralmente, os indivíduos com mutações no gene NBN devem receber vigilância regular para detecção de câncer, incluindo ressonância magnética e mamografia de mama para mulheres e testes de antígeno específico da próstata para homens.

Estratégias de redução de risco, como mastectomia profilática ou ooforectomia para mulheres com alto risco de câncer de mama ou de ovário, também podem ser consideradas em certos casos.

Além disso, os indivíduos com mutações no gene NBN podem beneficiar de modificações no estilo de vida para reduzir o risco global de cancro, tais como evitar o consumo de tabaco, manter um peso corporal saudável e praticar exercício físico regular.

Conclusão

Mutações no gene NBN podem afetar a função do complexo MRN, que está envolvido na reparação de danos no DNA. Essas mutações podem levar a um risco aumentado de câncer, especialmente câncer de mama, câncer de próstata e linfomas/leucemias.

Além disso, mutações no gene NBN podem causar uma doença genética rara chamada síndrome de quebra de Nijmegen (NBS), que é caracterizada por retardo de crescimento, microcefalia, imunodeficiência e aumento da suscetibilidade ao câncer.

O teste de mutações no gene NBN pode ser útil para indivíduos com histórico familiar de NBS ou histórico pessoal de câncer.

O manejo de indivíduos com mutações no gene NBN depende da mutação específica e do histórico pessoal e familiar de câncer do indivíduo, mas geralmente envolve vigilância regular e estratégias de redução de risco.

Leave a Comment